Porto Alegre: Programação especial marca o segundo sábado do Porto Cervejeiro

Que tal experimentar os queijos e carnes que melhor combinam com cada variedade de cerveja artesanal? Ou, quem sabe, manusear os grãos de um puro malte, ainda dentro da saca – e reconhecer os sabores que estão na origem de uma autêntica pilsen? Estas foram apenas algumas das atrações à disposição de quem aproveitou a tarde deste sábado, 19, para visitar e conhecer as nove cervejarias e microcervejarias participantes do projeto Porto Cervejeiro, iniciativa que tem o propósito de consolidar uma rota turística da cerveja em Porto Alegre. A programação, que teve início no dia 12 de outubro, terá continuidade nos dois próximos sábados, 26 de outubro e 2 de novembro.

Realizado de forma simultânea com as festividades da Oktoberfest, que ocorrem em diferentes pontos da cidade ao longo deste final de semana, o Porto Cervejeiro ofereceu, das 11h às 17h, uma programação integrada com os nove estabelecimentos participantes. A iniciativa contemplou cardápios especiais, opções de harmonização com carnes e salgados e outras atrações que proporcionaram uma grande amostra da cultura cervejeira da Capital.

Para o secretário municipal de Comunicação Social, Orestes de Andrade Junior, o Porto Cervejeiro tende a ser um marco na construção da imagem de Porto Alegre como a grande capital da cerveja no sul do país. “É uma iniciativa focada na experiência para o visitante. Pois é só assim que vamos fazer a diferença na atração de turistas, tal como ocorreu no Vale dos Vinhedos no decorrer de uma década. Aos poucos, vamos consolidar experiências diferentes e complementares entre uma cervejaria e outra, criando uma programação permanente capaz de atrair a atenção não só dos porto-alegrenses mas de todos que visitam a nossa cidade”, explica.

Além de consolidar o turismo cervejeiro, a iniciativa serve de estímulo para a melhoria da estrutura urbanística da cidade, especialmente do 4º Distrito, onde se localiza a maioria das cervejarias de Porto Alegre. “Nesse contexto, o Porto Cerveiro pode ser visto como uma das principais iniciativa da prefeitura para acelerar a revitalização do 4º Distrito”, explica o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário. “A consolidação de uma rota cervejeira dá voz à história e à tradição dessa região de Porto Alegre ao mesmo tempo em que abre caminho para a construção de um futuro mais próspero para a nossa cidade”, aponta. Ele acrescenta que a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSurb) tem atuado em diversas frentes para garantir a evolução do ecossistema urbanístico e econômico do 4º Distrito. As ações incluem melhorias na iluminação pública, podas de árvores, limpeza urbana e outros serviços.

Já o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Eduardo Cidade, explica que o Porto Cervejeiro representa apenas o início de um esforço para consolidar a vocação de Porto Alegre. Segundo ele, a cidade conta, hoje, com 83 empresas habilitadas para produzir cerveja, segundo os números mais recentes da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério da Economia. “Além de gerar empregos, essas empresas estão inovando e gerando novas fontes de receitas, por meio do desenvolvimento de sabores únicos de cervejas, que hoje só podem ser encontradas aqui em Porto Alegre”, argumenta ele. Um levantamento do Ministério da Agricultura mostra que, só em 2018, as cervejarias de Porto Alegre solicitaram 465 registros de produtos – cada um deles corresponde a uma nova cerveja licenciada. “É o maior número registrado entre todas as cidades brasileiras que se destacam no segmento cervejeiro do Brasil.”

Pacto Alegre – O projeto Porto Cervejeiro faz parte do Pacto Alegre, que reúne universidades, governo, setor privado e entidades não-governamentais em torno de uma agenda estratégica de desenvolvimento da cidade e melhoria da qualidade de vida a partir da inovação. A ação, que integra o macrodesafio “Imagem da Cidade”, conta também com os seguintes impulsionadores: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (Sindha), Associação Gaúcha de Microcervejarias, 4all, POA Inquieta, Famecos/PUCRS e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Texto de: Andreas Müller e Rafaela Redin
Edição de: Gilmar Martins
Fotos: Andreas Müller/SMDE PMPA
Fonte: PMPA